15

Mana mana, tchu tchu ru ru ru...

Posted by Luana on 16:53 in
Fiquei duas semaninhas me divertindo no Japão. Fui a trabalho, eh verdade, mas mesmo assim foi muito divertido. 

Ahhhh o Japao! Terra dos animes, dos cavaleiros do zodíaco, do Jaspion (sou velha), do sushi e da kyary pamyu pamy.


♪ PON PON waywayway PON PON way PON way ​­PON PON wayway PON PON PON wayway PON way PON ​­wayway ♪ 

Vamos começar do começo? Murphy me ama e isso, meus amigos, não eh exagero.

Tudo começou a um tempo atrás na ilha do sooool quando eu sai da Bélgica. Acordei super cedo, peguei um trem de sMol ate Antuérpia (40 minutos) e de la outro trem (o Thalys, que era pra ser um trem rápido) que me levaria em uma hora diretamente ate o aeroporto de Amsterdã.

Levaria: futuro do pretérito do verbo "se ferrou, Luana". 

O trem faria esse trajeto aqui:

Mas achou mais legal fazer assim:


Nunca na historia "desse.payz" eu vi algo semelhante. Mas foi isso.. O trem pulou a estacão do aeroporto e foi pra Amsterdã. A viagem que ia durar uma hora durou uma hora e quarenta minutos. 


Chegando em Amsterdã ainda tive que pegar outro trem ate o aeroporto (meu voo para o Japão sairia em duas horas e eu não tinha feito check-in ainda). Anunciaram qual plataforma deveríamos pegar e la foi a manada correndo, do Thalys, para a plataforma do trem pro aeroporto. Pra chegar nessa plataforma tinha uma escada rolante, uma subindo e outra descendo. Peguei a que subia - deeer - como todo mundo e vi uma das cenas mais bizarras, quando um tiozinho pegou a escada rolante que descia e começou a correr desesperadamente para chegar ao final. Ele deve ter pensando "tem muita gente na escada rolante que sobe, vou pegar um atalho nessa que não tem ninguém". 

Foi mais ou menos assim:


Com a diferença de que ele NÃO teve folego pra terminar a subida. Eike esperto! 

Bom, cheguei esbaforida ao aeroporto, fiz check in correndo, despachei minha mala e entrei no avião em cima da hora. 

Doze desagradáveis horas depois cheguei em Narita - o aeroporto de Tokyo. Morrendo de sono, com fome, com as costas doendo, de mau humor, querendo matar quem foi o engenheiro anão (ou sádico) que achou que aquelas poltronas do voo da KLM servem pra uma pessoa com 1,80m sentar - classe economia, sou pobre.  

Meu colaborador japonês estava la no aeroporto me esperando. Ele achou que eu ia me perder se fosse sozinha ate Chiba - onde eu fiquei trabalhando. Vou chamar esse colaborador japones de Hiro Nakamura, porque ele eh a CARA do personagens da serie "Heroes".

Hiro Nakamura
Alias, me desculpem, mas quase todo homem entre 20 e 40 anos parecia com o Hiro Nakamura ou o Jaspion (alo-k!)

Bom... O Hiro me levou ate Chiba, para o NIRS (National Institute of Radiological Sciences) onde eu passei horas fazendo muitas medidas. Nesse lugar existe o maior centro de terapia de hádrons do mundo. Que alias, eh tema da minha pesquisa. Se voces quiserem um post nerd falando mais sobre isso (sim? sim? por favor, sim?) me avisem que eu faco. 

La fiz meu crachá, me localizei e to achando que ia deitar e dormir... HAHAHAHAHAHA... Bem vindo ao Japão! Eram 14:00 (hora local) e Hiro me levou para a minha mesa de trabalho - com minha mala e tudo mais - e disse: "você vai trabalhar aqui, pode começar". 

E eu, que sou muito tonta pra dizer: "moco, eu estou com sono, me deixa ir pro meu quarto?" sentei e trabalhei. Logo antes das 18:00 o Hiro me disse que ia me levar para um jantar de boas vindas, especial - e eu apenas pensava na minha cama - então eu disse que queria levar minha mala pro meu quarto e ao menos tomar um banho. O hotel na verdade era um kitnet dentro do NIRS, bem perto dos laboratórios. Tomei um banho rápido e sai. 

Fomos, com mais outros dois colegas do lab, jantar num "drinking restaurant" (restaurante de goroh). Junto ao Hiro foi mais um colaborador, que eu vou chamar de Ando Masahashi (o amigo do Hiro na serie de TV "Heroes") e um chefe deles, que eu vou chamar de Jaspion (falei que todo mundo parecia com o Jaspion).

To me too, Ando, to me too...
O restaurante era muito bacana. Sentamos e logo vieram nos servir uns peixinhos crus com algum molho de pimenta maravilhoso. Alguém sabe o nome disso?


Alias, "maravilhoso" define a comida no Japão. Tenho vergonha dos sushis que ja comi pelo mundo, dos noodles e sashimis, comparado com as coisas que provei por la. Depois dessa entrada (to salivando so de lembrar!), veio uma quantidade maravilhosa de peixe cru, temakes e polvo frito.



Eike alegria! Tudo isso com cerveja e sake. Hiro, Ando e Jaspion madaram ver nas "birou" (beer, cerveja) enquanto eu me acabava no peixe cru. Esse povo enxugava bem um goro, viu. Eu tomei uma cerveja e provei um pouco de sake, enquanto os outros tomaram varias cervejas, sakes e ainda perguntaram se eu queria Wiskey. 

Geladeira com sakes.
Também comi muitos frutos do mar, como ouriço do mar e uma especia de ostra (putz, marisco? não sei) assado.


A noite toda foi muito divertida. Conversamos sobre muitas coisas - especialmente sobre Fukushima, ciência e outras coisas que cientistas gostam de falar. A comida foi tao maravilhosa, mas tao que eu tive sonhos com ela por duas noites seguidas. 

Eram umas 22:00 quando finalmente voltei pro meu quarto. Estava crente que ia dormir pesadamente ate o dia seguinte, mas nao, meu corpo achou que estava na Bélgica ainda e eu fiquei rolando na cama ate as 05:30 da manha, quando desisti e fui pro laboratório trabalhar.

Ta bom por hoje... Nao vou escrever muitos posts sobre o Japao porque nao fui pra la a turismo, mas calma ae que ainda tem muita coisa legal pra contar. 


O titulo do post foi por causa dessa musica aqui:



Links para esta postagem |
Web Analytics

Copyright © 2009 Hunfs All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.