33

C.S.A. - Cientistas Surtados Anonimos

Posted by Luana on 15:51 in
Noite de quinta feira, todos se sentam e a sessão do C.S.A. (Cientistas Surtados Anônimos) começa.

Líder da Sessão (LS) - Bem vindos a mais uma sessão do C.S.A., espero que todos vocês tenham conseguido ter uma semana bem sucedida desde a nossa ultima sessão. Dr. A* conseguiu controlar seus ataques de fúria?

Dr. A - eu tentei, eu juro que tentei... (Dr. A tem os cabelos em pé, range os dentes e rói as unhas enquanto fala)... Eu li a tese do meu aluno sobre "desmatamento na Amazônia", com a mente aberta, como você disse.. Mas ele disse que "Já está muito de difíciu de achar os pandas na Amazônia" e eu não aguentei... (Dr. A começa a chorar compulsivamente enquanto eh aparado pelo colega do lado, que não esconde as lagrimas)

LS - Dr. A, acalme-se! Vamos ter que aumentar sua dose de calmantes? Ja disse para você praticar boxe e canalizar essa sua raiva. Todo mundo dando abraco coletivo de incentivo no Dr. A... E voce Dra. B, como foi sua semana? Gostaria de compartilhar sua experiencia conosco?

Dra. B - Boa noite estimados colegas surtados. Eu gostaria de contar que fui abençoada semana passada. Antes quando algum dos meus alunos cometia um erro muito absurdo eu chorava e gritava, chegava a sentir dores, mas pedi a São Fermat, protetor das professoras da matemática desesperadas, que transformasse esse sentimento ruim em outra coisa. E semana passada aconteceu! Eu tive um gostoso ataque de risos. Passei horas explicando para meus alunos que: 


E depois de todos eles jurarem que tinham entendido e que era uma coisa bem fácil eu perguntei, então, qual seria o resultado de:


 E todos soltaram em coro:
Dra. B começa a rir freneticamente... 

LS sacode a cabeça, tenta esboçar um sorriso, mas acaba desabafando:

LS - Confesso, Dra. B, que foi uma coisa assim que me fez ter a minha primeira recaída, muitos anos atrás. Fico feliz que São Fermat tenha te ajudado a passar por essa,  a feh nessas horas pode ser a única saída. 

LS repara numa figura nova na sessão, eh uma mulher, alta, linda e que aparenta ser muito inteligente (cof. cof). Ele percebe que ela balança o corpo, ritmadamente, para frente e para trás, enquanto balbucia algo que ele não consegue entender. 

LS - Ola, você eh nova aqui, nao eh? Estamos todos muito felizes em recebê-la, por favor apresente-se e diga em que podemos ajudá-la.

Luana** - Boa noite a todos, meu nome eh... Eh... Luana... 

Todos, em coro - Boa noite, Luana.

Luana - ta, ta... Então... Eu nao sei pra quem mais pedir ajuda. Eu nao acho que tenho um problema, o problema sao os outros!

LS - Eh um bom passo voce tentar buscar ajuda. Todos nos, um dia, tambem achamos que o problema eram os outros.

Luana - mas são! São os outros... O que acontece com as pessoas? Como podem ter preguiça de fazer sinapses? Eu não aguento mais! Esperava encontrar almas inteligentes e com ponto de vista no meio cientifico, pessoas interessadas por conhecimento... Mas onde elas estão?



LS - Luana... Pode dizer... Voce orienta alunos, não eh? Nao ha do que se sentir envergonhada. Todos nos ja pegamos esse mesmo caminho, cansamos de ver o mundo do jeito que esta e tentamos arrumá-lo tendo alunos, para poder passar nosso conhecimento... Todos nos fizemos isso... Pode dizer, ninguém esta te julgando aqui...

Luana - mas, mas... Eh que não eh o meu primeiro aluno (Luana cobre o rosto com as mãos, em sinal de vergonha)

 LS - Temos pesosas aqui que ja tiveram ate grupo de pesquisa, com mestrando, doutorandos, pos docs...

Luana - e eles conseguiram ajuda? Eles foram curados?

LS - não existe cura, Luana, você vai ter que conviver com o vicio e tentar ser feliz. Evitá-lo ao máximo se envolver, criar meios de canalizar sua raiva e frustração 

Luana - Eu acho que cheguei ao fundo do poco... Chamei meu aluno de burro, de maneira "sutil", mas chamei...

Dr. A (que ainda chorava) - Eu ja dei um tapa na cara de um aluno meu que escreveu "chuva de granito" numa tese e um chute na canela de outro que disse que estudar isolantes térmicos em janelas ia diminuir a seca do nordeste. 

Luana - Cada um deles mereceu!

LS - Nao Luana, nao eh assim que voce deve pensar... Esta errado, você sabe que esta errado. Conte para gente, porque você chamou seu aluno de burro?  

Luana - Não foi por conta de um caso isolado. Foi um acumulo. Ele devia saber esse assunto, eh o assunto da tese de mestrado dele, por deus!

Dra. B - Eu ja estive nessa situação, eh devastador!   

Luana - dai ontem eu não resisti... eu perguntei o que era um fóton e ele disse que era uma partícula com carga... Com carga! 

Todos em coro - Naaaaaaaaaaaaaaao!!!

LS - parem com isso gente, não eh para alimentar o sentimento, eh para se livrar dele!  Luana, o seu caso eh muito serio, nunca tinha visto algo nesse nivel... Voce disse que eh aluno de mestrado?

Luana - sim... De mestrado... (suspiros)

LS - Por favor, não deixe de vir as reuniões... Teremos muito trabalho pela frente e tenho certeza que você vai conseguir se manter longe do vicio. Voce esta disposta a tentar?

Luana - ESTOU! Eu mereço ser feliz!  

LS - Que maravilha! Vamos la, amigos, vamos ensinar a nossa nova colega Luana a nossa musiquinha de salvação, pra ela cantar da próxima vez que ouvir uma abobrinha de algum de seus alunos:

"Eu sou uma Estrela de Luz, eu mereço ser feliz, eu não preciso de você." (daqui)

LS - E se a vontade de estrangular o aluno nao passar, apele para a nossa arma secreta.

Luana - Qual arma secreta?

LS - Eu aviso, use em casos muito, mas muito sérios! Vamos la pessoal, cantando!
 
Aqui
hunnn.. A ha ha ha haaaawnnnn
a ha ha ha haaawwwwwn
Auto estimaaaa... Auto estimaaaaa 
Ohhh, que amigaaaa...
Tao formosaaaaa  
  

*Todos tem um nome fictício, afinal, a ideia eh ser "anonimo".
** um nome qualquer, que eu inventei, logicamente nada disso eh verdade, ta?

Bom final de semana pra vocês... Eu vou la no cantinho chorar... Ja volto... 

COMENTE!

Links para esta postagem |
24

Ainda a viagem de Pascoa

Posted by Luana on 10:28 in
Entonces... No dia seguinte que chegamos no Mont Saint Michel voltamos bem cedo ao monte para evitar encontrar o lugar lotado de turistas - nos também eramos turistas? Nao! eu e Maridon somos visitantes... Diferente... hehe


Uma coisa muito interessante eh o efeito das mares. Em certas horas do dia o monte eh todo cercado por água, em outros momentos não. Eu tirei uma foto de um momento com "águas", mas acho que não tirei uma "sem águas"... 

Fazia sol, mas tava frioooooooooooo!
Dentro do monte seguimos pelas ruas estreitas e cheias de lojas com cacarecos super caros para turistas, restaurantes e hotéis. Eu fui forte e nao comprei nada durante esse trajeto. 


Certamente os monges fizeram essas fendas na parede de pedra, mil anos atrás, porque sabiam que no futuro haveriam telefones públicos.


Seguimos em direção a abadia... Longas escadas nos levaram ate la. 


Pagamos para entrar - agora não me lembro quando foi, mas não era mais do que 10 euros por pessoa. O que impressiona são as paredes de pedra, os salões enormes. Quase não existem moveis e pecas de arte. Algumas coisas na igreja, mas não tinha muita ostentação. 


A igreja.
 
A vista laaaa de cima.
O negocio la dentro eh andar e andar... 


Quando entramos na igreja percebemos que estava quase na hora da missa. Era domingo de pascoa. Bem que eu queria ter visto a missa, mas não havia tempo. Embora eu nao seja católica (mas seja crista praticante) acho a experiencia interessante - ja assisti a missa do galo na igreja de Notre Dame de Paris, foi muito legal!

A igreja por dentro.
 
Freiras
Por todos os lugares HAVIA* "ovos" de papelao com papeizinhos coloridos. Era uma caca aos ovos Haviam muitos pais e crianças participando da brincadeira. Acredito que exista uma participação relativamente grande das pessoas que moram ao redor das atividades do lugar. Se eu tivesse tempo teria tambem participado.

Jardim laaaa no topo e igreja.
 
Salao muito grande, com lareiras enormes de pedra - que, claro, não da pra ver nas minhas fotos maravilhosas.
 
se alguém souber como se abre essa porta me avisa!
Continuamos andando...

Mais um salao enorme.

No momento que tirei a foto acima fiquei bastante incomodada. Tinha um casal que falava espanhol do nosso lado (talvez fossem da Espanha, não sei) e o cara deu o maior arroto do meu lado. Como eu sou educada, porem guardo rancor, fiquei passando na frente da camera deles, de proposito,  toda vez que iam tirar foto de alguma paisagem. Sou super adulta, eu sei... Arrotar na cara dele que eu não ia, ne?

Joana D'Arc? "And now I know how Joan of Arc felt
Now I know how Joan of Arc felt
As the flames rose to her roman nose
And her hearing aid started to melt" (aqui)

Depois do passeio dentro da abadia resolvemos comer num dos restaurantes que ficam dentro da cidade do mont Saint Michel... Péssima escolha! Eh tudo muito mais caro do que la fora e a comida estava ruim. Quase que pedimos um prato a base de tripas (blerghh!) sem querer - porque meu francês eh fueda e eu não entendi o que eram "tripes" (agora eu sei) e a garçonete não sabia como falar isso em inglês. Parece que "tripas a Normandia" eh um prato famoso... Nao tive coragem de provar - coerência eh meu segundo nome, porque provar inseto na Tailândia pode, mas tripa na Franca não. 

Ate logo, Mont Saint Michel.
Mal alimentados mas felizes com o passeio saímos em rumo ao nosso próximo destino

Caen: Caen eh uma cidade super antiga com uma historia muito bacana. Ela foi construída por "William o Conquistador" (1028-1087) (também conhecido por William o bastardo) que era descendente de vikings e filho ilegitimo do duque da Normandia. Ele foi casado com Matilda de Flanders - elfa daqui das terras molhadas de Narnia! Ele tomou posse da Inglaterra durante seu reinado. 

O castelo e duas abadias, construídas durante seu governo, ainda existem e podem ser visitadas. Alias, as abadias foram um "presente" a igreja católica, para que o Papa abençoasse o casamento deles, tisc, tisc...

Castelo de Caen
Caen vista do castelo e ao fundo a Abadia dos Homens, uma das igrejas construídas por William.
A cidade foi muito destruida durante a segunda guerra mundial. Alias, o lugar em que as tropas aliadas entraram na Franca (no famoso dia D, no dia 6 de Junho de 1944) fica ali perto - eu não fui visitar, a ideia do passeio nao era ver coisas relacionadas a segunda guerra, embora tivessem cemitérios militares (alemães, franceses, americanos, russos) por todos os lugares. Nao que o assunto não me interesse... Interessa sim! Mas eu fico triste e pensativa quando penso em todas as pessoas que morreram na guerra e não queria abalar meu humor, a ideia do passeio era nos divertirmos.

Igreja dentro das muralhas do castelo.
Nos andamos pela cidade, mas eu não tirei muitas fotos. Tive um crise de enxaqueca e acabamos parando o passeio mais cedo. 

No dia seguinte seguimos pela costa, voltando para a Belgica.

Meridiano de Greenwich.
Paramos em Honfleur para almoçar. Uma cidade lindinha a beira do mar, cheia de casarões maravilhosos e carrões por todo lado.

Casinha básica e simples: Liberté, égalité, fraternité
Honfleur
Gosto muito!
Embora estivesse ainda bastante frio tinham muitas pessoas pelas ruas, sentadas nos bares, tomando cafe ao ar livre. Acho que a primavera realmente chegou. 

Depois de comer um delicioso bacalhau seguimos viagem. Passamos por inúmeras cidadezinhas e tinham muitos tratores nas estradinhas, empatando nossa vida... hahaha...

Cavalão! EHHHH!!


Então chegamos em Étretat. Essa cidade fica na costa e eh conhecida por suas muralhas de pedra. Nos paramos o carro num estacionamento bem na entrada da cidade e vimos uma placa que dizia "muralhas a 5 minutos", dai resolvemos que era mais sensato seguir o caminho contrario e subimos por uma rua de terra, que parecia não ter fim. Tivemos que dar uma volta beeeem longa, pois la em cima tinha um campo de golfe todo cercado. Mas valeu a pena! Porque chegamos la em cima e vimos isso aqui:



Ate Monet foi parar la para pintar. So que ele fez como todo mundo e subiu pelo lado das placas e não teve a mesma vista que nos tivemos - notem que minha foto, acima, foi tirada do outro lado.



Mais uma foto... Coisa linda, ne?

Muralhas de Etretat.
A cidade de Etretat, vista de cima das muralhas. 
Ufa! Terminei de contar sobre a viagem... Todas comemora! \o/

Sera que eu consigo falar sobre a Tailândia ainda esse mes? Oremos. 

A palavra em Flemish do dia eh Reizen = Viagens

Comente! 

* Anonimo deixou DOIS comentários reclamando do uso errado do verbo, pronto, ta corrigido.

Links para esta postagem |
Web Analytics

Copyright © 2009 Hunfs All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.